Sabe como se faz o melhor sorvete? Com bons ingredientes, frutas selecionadas e…trabalhadores felizes. Essa é a receita do sucesso! Uma empresa que oferece produtos de qualidade, também precisa pensar na qualidade de vida de seus funcionários.

Por isso a Sorvetes Bapka apostou na conscientização sobre saúde e bem-estar durante a Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho, a SIPAT 2018. “O colaborador deve estar bem por completo, família, casa, saúde, pois tudo reflete no dia a dia profissional, assim como a profissão reflete na vida pessoal” – explica a encarregada de Recursos Humanos da Sorvetes Bapka, Priscila Maria Frogel.

Foi com essa visão que o salão da Casa de Sopas da Bapka em Almirante Tamandaré,virou academia com aula de alongamento. Mesas do bufê serviram para os instrutores do SESI explicarem aos colaboradores da Bapka o valor nutricional dos variados grupos de alimentos. Prevenção de doenças crônicas e DST/AIDS, combate à dupla violência/drogas e a importância dos exercícios físicos para a qualidade de vida também foram temas que permearam a SIPAT 2018.

E para a valorização de cada colaborador ficar completa, uma palestra sobre autoconhecimento, conduzida pelo funcionário da Bapka, José Carlos Andrade dos Santos, motivou todos à busca pessoal por bem-estar e felicidade.

Realizada no início de maio, a SIPAT envolveu aproximadamente 50 funcionários em atividades como palestras, oficinas e treinamentos. Foi uma convivência dinâmica e alegre que teve até teatro para ilustrar situações comuns às rotinas da empresa. Especialmente em relação à segurança, já que a SIPAT serve essencialmente para orientar os funcionários sobre os procedimentos corretos para evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais.

Por isso não faltaram discussões sobre primeiros socorros e prevenção de incêndios. A direção defensiva foi outro tema importante, principalmente para os motoristas que levam diariamente os sorvetes da fábrica da Bapka até os pontos de venda.

Também foram reforçadas práticas salutares já abordadas em treinamentos prévios. É o caso da importância do uso de EPIs – equipamentos de proteção individual. “Algumas vezes o colaborador não valoriza EPIs simples como o protetor auricular, achando que estão com a audição boa. Então frisamos que apesar de estar tudo normal agora, as consequências da negligência podem ser refletidas lá na frente. Queremos que os nossos colaboradores estejam bem hoje e no futuro” – explica Priscila Maria Frogel.

Foi assim, num ambiente descontraído, participativo e cheio de informação, que a SIPAT da Bapka chegou à fórmula do bom sorvete: uma mistura de segurança, ética e bons relacionamentos no ambiente corporativo com a qualidade de vida de cada um de seus colaboradores. O resultado, você já conhece…